8.4.10

Que o exército proteja a Cidade-10!

Tropas da milícia religiosa da Ordem da Santa Cruz: como o exército glorioso conseguiu ser derrotado por tropas tão fracas?

Quando a milícia religiosa da Ordem da Santa Cruz saiu em marcha contra a cidade de Engenhão, ninguém poderia imaginar o desfecho que a batalha teve. Afinal era uma milícia armada de fundas, adagas e porretes contra um exército formado por infantaria, artilharia, aviação e supostamente ainda protegido pelo anel de ferro que guarda a cidade de Engenhão. Mas a milícia religiosa da Ordem da Santa Cruz tinha fé. Não fé no sobrenatural, não fé na providência ou na ajuda e intervenção divina. A natureza da fé deles era diferente: eles sabiam que a retaguarda gloriosa é absolutamente não confiável e tinha fé que, com um pouco de atenção e dedicação, eles seriam capazes de furar as linhas defensivas republicanas.
.

Tenente Leandro Guerreiro: quando a batalha aperta, ele afrouxa. Essa é a triste realidade.

A fé dos milicianos se justificou. À frente da retaguarda, o 5º Regimento, outrora conhecido como “Legião de Aço”, mostrou mais uma vez sua fraqueza de espírito de combate. Assustado com o brasão da bandeira da Ordem da Santa Cruz, o Tenente Leandro Guerreiro se enterrou na trincheira, chorando assustado e permitindo a passagem do inimigo. A segunda linha de defesa, composta pelos batalhões AC e DM corria pelo campo de batalha de modo estúpido, sendo facilmente enganada pelas táticas de ataque milicianas. E o Capitão Jefferson, última esperança da defesa, não conseguiu dar conta, tamanho volume de ataques inimigos.

Ao lançar o incompetente e indolente soldado raso Eduardo, um conhecido estorvo que atrapalha o exército, mas tem conexões poderosas nos bastidores da cúpula militar e política do país, o Marechal de Campo Joel Santana mostrou não estar preocupado com a República e os desdobramentos do combate. Ele segue firme sua caminhada de auto-promoção, um culto à sua personalidade que é inadmissível na ideologia republicana.

.

Um exército mal preparado, com um comandante que acha que ganha sozinho porque é “sortudo e boa-praça”, repleto de soldados burros, incompetentes e frouxos, esse é um exército que pode perder uma batalha de modo vergonhoso para uma milícia de quarta categoria. Exatamente como o exército glorioso perdeu e caiu em Engenhão frente a milícia religiosa da Ordem da Santa Cruz. Os termos de rendição do exército glorioso foram humilhantes. Os milicianos poderiam saquear a cidade, destruir o pouco que havia restado do outrora poderoso anel de ferro que protegia o entorno de Engenhão e o exército republicano ainda deveria se retirar da frente de combates pelo controle do Monte Brasil. Uma vergonha histórica para todos os cidadãos gloriosos. Do alto de sua montanha, Seu Raimundo, o preofeta louco, sorri e grita: “Eu avisei!”

.

A derrota e rendição repercutiram internacionalmente. O Eixo se mobilizou de pronto. Mesmo o Império de SãoJanú, que estava pronto para assinar um armistício em separado, voltou à carga. Diz a propaganda oficial do Eixo que o exército glorioso e a República não tem condições de guardar e proteger a Cidade-10. Eles se preparam para atacar pela estrada Rio e destruir o Setor Glorioso que controla metade do lugar. Se o exército republicano conquistar a estrada Rio, conseguirá proteger a Cidade-10 e torná-la segura.

.
O objetivo do exército glorioso é espantar a ameaça que assombra a Cidade-10. É o que espera o povo republicano. Pois que o exército cumpra seu papel dessa vez.
.



A terrível sombra do Eixo ameaça a Cidade-10. Que o exército glorioso consiga proteger o lugar.

6 comentários:

General Fischer disse...

Danilo.

O Profeta Raimundo "cantou a pedra" e os Milicianos em sua romaria ao sul devem ter cruzado com ele ouvindo seus preceitos.

Suas rudimentares adagas penetraram no meio de nossas linhas defensivas como se estas fossem feitas de manteiga. Suas estocadas certeiras puseram por terra todo o esforço do combativo 17º pelotão que ainda pode desferir ao final da batalha um petardo que quase nos salvou, mas assim como já acontecera contra os Narco-Flamengos cedemos no último instante. Como saldo positivo desta derrota nosso oficial de suprimentos LF fraturou o mindinho numa queda, o que o impedirá de continuar a carimbar seus ofícios, deixando em aberto este posto nas batalhas finais. Tudo dependerá agora de uma improvável ousadia de nosso Comandante.

A foto do Tenente LG completamente urinado, é tragicômica.

Saudações Republicanas Gloriosas.

Anônimo disse...

suas fotos são sensacionais. Leandro Guerreiro frouxo e especialmente a ultima, com o fantasma do eixo assombrando a cidade. Ótimas! Parabéns.

Breno

snoopy em p/b disse...

breno,
tudo aqui é sensacional.

Rui Moura disse...

Há feitiçaria na guerra?... O sortudo e boa praça diz que sim...

Abraços Gloriosos!

Nailton Natal-RN disse...

Show muito bom..........

Luiz Docarmo disse...

E eu fiquei esse tempo todo sem ler nada disso! Pior pra mim, que atrasei o meu deleite. Mas é lógico que não é hora de se lamentar.

Saudações botafoguenses!

PS: A foto do Tenente Guerreiro é um ‘achado’.